31 janeiro, 2012

Evento da BrewDog na Cervejaria Nacional

Aconteceu na noite de ontem (30/11) na Cervejaria Nacional em São Paulo o evento organizado pela Tarantino e WTrends, uma degustação com James Watt (proprietário da BrewDog) para imprensa e público.

Além das degustações, James Watt deu alguns depoimentos para jornais e para o documentário Cerveja Brasilis.

O destaque ficou para as cervejas Sunk Punk e Black Tokyo Horizon, ambas ainda não encontradas para venda no Brasil.

público que lotou o piso superior da Cervejaria Nacional

degustação para imprensa

Pete Slosberg, Marcelo Carneiro (Colorado) e James Watt (BrewDog)

James Watt, Eu e Kathia Zanatta

30 janeiro, 2012

Evento esgotado com James Watt da BrewDog

Foi grande a procura de lugares para o evento fechado da BrewDog que acontece na Cervejaria Nacional, hoje de noite (30/01) em São Paulo. Segundo a Tarantino, responsável pela importação e distribuição da marca no Brasil, em dois dias os ingressos esgotaram.

O evento conta com a participação do dono da cervejaria BrewDog, James Watt e também palavras de Kathia Zanatta na degustação. Serão degustados rótulos inéditos da cervejaria no Brasil como a Sunk Punk e a Black Tokyo Horizon (parceria entre BrewDog, Nogne e Mikkeller).

Depois da matéria publicada na última semana no Valor Econômico sobre a visita de James Watt ao Brasil, o assunto de um futuro bar BrewDog no país ganhou força, veja como funcionam os bares na Escócia e Inglaterra

Cerveja Proibida chega ao sudeste, mas publicidade só depois do Carnaval

Na contramão do mercado de cerveja, que investe pesado em publicidade no período, a Cerveja Proibida decide apostar em novas campanhas de marketing somente depois do carnaval. “É uma época muito saturada de comunicação da concorrência”, diz João Noronha, diretor presidente da CBBP, fabricante da cerveja.
Segundo a empresa, a proposta é que a ação fuja do tradicional e seja algo inédito e ousado. “Nossas ações de marketing e o nome da marca dizem respeito à liberdade”, diz Noronha. Ele nega que a meta da Proibida era crescer 5% em 2012, e diz que o número era mais condizente com o mercado premium.



Fonte: Exame

28 janeiro, 2012

Nova cerveja da Klein Bier - ESB Pale Ale

A cervejaria Klein Bier de Campo Largo, região metropolitana de Curitiba acaba de lançar seu novo estilo, ESB Pale Ale. Segundo o release, uma pale ale mais encorpada, com sabor intenso de malte e lúpulo.
O lúpulo usado foi o Golding, e o teor alcoólico é de 6,9%.

A nova cerveja da Klein já pode ser encontrada nos empórios, bares e lojas especializadas.

27 janeiro, 2012

Cervejeiro punk é contra a Pilsen genérica

Tudo porque a cerveja deles é punk. Enquanto os pubs britânicos estão em decadência, a rede BrewDog cresce com clamor popular. A maior cervejaria artesanal independente da Escócia lançou o primeiro bar com bandeira própria em 2010, na cidade de Aberdeen. Hoje, são cinco entre Escócia e Inglaterra, com a meta de chegar a dez até o fim de 2012. Amanhã, um dos fundadores da empresa, o jovem James Watt, chega ao Brasil para fechar o acordo que vai viabilizar o primeiro bar do grupo fora do Reino Unido, em São Paulo.

A BrewDog foi oficialmente lançada em 2007. Watt e seu sócio, Martin Dickie, tinham então 24 anos e pegaram um empréstimo de 30 mil libras para começar. A dupla provou que a tecnologia não é o único caminho para a moçada ganhar dinheiro com irreverência: fecharam 2011 com um faturamento de 7 milhões de libras e um crescimento em vendas de 250% nos últimos dois anos.

Seus produtos figuram em supermercados como o Tesco e até nas cartas dos melhores restaurantes do mundo como o Noma, em Copenhagen, e o DOM, em São Paulo. A empresa, como afirma o jovem escocês, foi criada tendo “o mesmo desprezo pelo mercado de massa de cerveja que os punks originais tinham pela cultura pop”.

As campanhas de marketing que a dupla faz na rede social é agressiva. “É a revolução da cerveja artesanal”, evangeliza Watt. Ele e Dickie jogam boliche para quebrar garrafas de Budweiser ou se vestem de Darth Vader para espatifar com o sabre de luz as long necks Stella Artois.Queremos mudar a cultura monótona de beber cerveja. Por isso, fazemos bebidas inovadoras, progressistas e cheias de sabor”, diz Watt.

O mestre cervejeiro da BrewDog, Stewart Bowman, garante que usa 25 vezes mais lúpulo em suas criações que as “genéricas” do mercado. “We bloody love hops!” (amamos lúpulo mesmo!), alardeia.

A personalidade de cada cerveja da marca é expressa em rótulos provocativos como “Sink the Bismarck!”, a mais alcóolica do mundo, ou “Trashy Blonde”. As mais “populares” da BrewDog são a “Punk IPA” e a “Hardcore”. Claro que com o uso de mais e melhores ingredientes a bebida artesanal custa mais. Os fundadores dizem que se pessoas pagam mais por uma taça de um bom chardonnay, por que não fazer o mesmo com uma elaborada cerveja artesanal? “Beba menos, mas beba melhor”, pregam Watt e Dickie. No Brasil, para se ter uma ideia, uma long neck da marca custa em torno de R$ 15.

O discurso antipilsen tem dado resultado. Em junho do ano passado, eles colocaram à venda uma cota de ações, não listada em bolsa, para ser vendida on-line. O processo, todo auditado, ganhou destaque nas principais publicações de economia britânicas, incluindo o “Financial Times”, e foi batizado de “Equity for Punks”. Até janeiro deste ano, o esquema atraiu seis mil acionistas e captou 2,2 milhões de libras. A oferta inicial era de quatro ações por 95 libras e o maior investidor comprou 25 mil libras. Tudo isso para ajudar a BrewDog a construir uma fábrica ecológica em Aberdeen que vai quintuplicar sua capacidade para 500 mil hectolitros e ainda permitir a abertura de novos bares.

A contrapartida para os acionistas vai de descontos eternos no bares até acesso privilegiado a edições especiais das cervejas. Eles também podem dar pitacos via internet nas decisões da empresa. “Todo nosso esforço é para estar cada vez mais perto de quem consome nossas cervejas.”, diz Watt. O blog oficial da BrewDog é atualizado constantemente com vídeos debochados apresentados por Watt e Dickie que chegam a 300 mil acessos por mês.

A cervejaria exporta hoje 55% de sua produção para 27 países, mas com a ampliação da fábrica esse percentual vai crescer. O Brasil está em sétimo lugar no ranking dos principais compradores. “Mas está expandindo”, destaca Watt. A dificuldade está justamente no gargalo de produção da empresa. “Só não trazemos mais de um contêiner por mês porque eles não tem como atender. Tem vários países esperando na lista para começar a vender BrewDog”, conta Gilberto Tarantino, representante exclusivo da marca no Brasil.

Foi esse desempenho e a percepção do desenvolvimento do consumo local de cerveja artesanal que fez com que Watt convidasse Tarantino para ser sócio no primeiro bar BrewDog brasileiro. No Reino Unido, a empresa é dona de todas as unidades. Só que enquanto um bar lá custa em torno de 100 mil libras, aqui o investimento deve ser de R$ 1 milhão. Como “não entende nada da área”, Tarantino topou a parada, mas vai incluir na sociedade um grupo especializado em gestão de bares.

A reunião, da qual Watt vai participar, será na segunda-feira. ”Tive de encontrar um grupo que não tivesse contrato de exclusividade com nenhuma das cervejarias tradicionais”, explica Tarantino. O lema do bar BrewDog é “No Tennents (marca tradicional), no Carling (outro rótulo de massa), no Smirnoff, no televisions.” Tudo para não parecer um pub. Outras marcas convidadas de cervejas artesanais podem ser vendidas, assim como vinhos ou destilados que não pertençam ao “mainstream”.

James Watt vai chegar amanhã ao Rio. E, logo de cara, pega um churrasco com brejas. Vai estar com um grupo carioca de cervejeiros artesanais. O moço punk não vai sofrer com o provável sambinha que vai rolar?

Qualquer música combina com nossas cervejas. Bossa Nova e ‘Punk IPA’ pode ser incrível”, sugere. Tá bom.

Mas o que ele anda ouvindo de verdade? “Quando estamos ‘cervejando’ todo o prédio vibra com música. Dá última vez que estávamos misturando uns ingredientes rolava Pantera, Black Label Society, Down e Deftones”. Então, se cuida Zeca Pagodinho!

Fonte: Valor Econômico (27/02/2012)

26 janeiro, 2012

HI-5 - Conheça a cerveja e datas de lançamento

No dia 2 de fevereiro será lançada a Hi 5 Black IPA, a primeira neste estilo a ser engarrafada e distribuída por diversos estados brasileiros. O lançamento acontecerá em diversos bares simultaneamente, do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Bahia (já confirmados).
Trata-se do primeiro rótulo da 2Cabeças Cervejas, que aposta nesta cerveja extrema de um estilo raro no Brasil. A receita foi desenvolvida em produção caseira, e o resultado foi tão positivo que os autores dela, Bernardo Couto e Salo Maldonado, resolveram produzir em escala comercial.

A 2Cabeças Cervejas surge apostando em estilos de cervejas pouco comuns no mercado nacional. Da mesma forma, o design do rótulo, feito por Armando Fontes, é moderno e jovial, fugindo da estética dos rótulos tradicionais.

O estilo escolhido, Black IPA, nasceu nos Estados Unidos, em experiências de cervejas escuras extremanente lupuladas. Assim, nasceu o estilo, uma opção com leve torrado para as tradicionais American IPA. A Hi 5 tem coloração escura, com toques acastanhados, não sendo um negro profundo, como uma tradicional stout.

No aroma, o torrado e o caramelo do malte se misturam ao cítrico do lúpulo Simcoe, que remete a maracujá e manga.
Na boca, tratase de uma cerveja com corpo leve a médio e notado amargor. O sabor acompanha o aroma,deixando no fundo da garganta um leve sabor de lúpulo.

"Gostamos de brincar que o dia em que a 2Cabeças tiver produzindo pilsens e weizens, desconfie seriamente, pois deve ser uma pegadinha. Nosso foco são cervejas que tragam uma experiência marcante e diferente para o público brasileiro que cada vez mais entende e aprecia cervejas especiais", afirma Bernardo Couto.

Quem faz a 2Cabeças?
Ela surge da união de duas pessoas ligadas ao setor de cervejas especiais no Rio de Janeiro.
Bernardo Couto é jornalista e cervejeiro caseiro, além de editor do site Homini lúpulo, um dos principais especializados no setor, no Brasil.

Salo Maldonado é publicitário e já atua em duas frentes no mercado. É sócio de uma distribuidora de cervejas, a Infusion, e de um bar, o BeerJack Hideout.

A Hi 5 Black IPA está sendo produzida na Cervejaria Allegra, na cidade do Rio de Janeiro. Ao contrário do que parece, o nome não é uma necessária alusão aos dois sócios, sendo também uma referência ao conceito de que "duas cabeças pensam melhor do que uma".

Pré-lançamento
No dia 27 de janeiro alguns bares do Rio de Janeiro, como Boteco Colarinho e BeerJack (já confirmados), receberão seu primeiro barril de Hi 5. Assim, os moradores do Rio de Janeiro serão os primeiros a provar estar cerveja criada no Flamengo, testada em Botafogo e produzida em escala comercial em Jacarepaguá.

Serviços:
Lançamento Hi 5 Black IPA dia 2 de fevereiro - 20h
Lista provisória de bares participantes do lançamento:
Rio de Janeiro - Boteco Colarinho, BeerJack Hideout e Delirium Café
São Paulo: Empório Alto dos Pinheiros, Bar Brejas e Empório Santa Fé
Paraná: Hop'n Roll Beer Club
Bahia: Empório Jaguaribe

Alguns virais feitos para divulgar a HI-5:



Festivais de cerveja 2012 no Brasil

Os primeiros festivais cervejeiros de 2012 já começam a divulgar suas datas, fique sabendo onde e quando eles acontecem:

Joinville Beer Weekend acontece em maio, nos dias 11 e 12. Nas atrações: palestras, concursos, cervejas importadas, nacionais, artesanais, harmonizações, bandas musicais e muito mais.


O primeiro evento do Beer Experience será em abril no Mercado Municipal de São Paulo. Mais informações em breve sobre datas e formato.

O Beer Day deve realizar sua terceira edição no mês de março, mas nada foi oficializado até o momento. Mais informações em breve.

O Festival Brasileiro da Cerveja acontece nos dias 21,22,23 e 24 de março em Blumenau. Conta também com a forte parceria do South Beer Cup que acontece simultaneamente.

24 janeiro, 2012

Budweiser homenageia Ano do Dragão nas embalagens


A cerveja Budweiser lança embalagens especiais na China em homenagem ao Ano do Dragão. Na astrologia chinesa, o Dragão é um signo poderoso que representa a vitalidade, o entusiasmo, o orgulho, a extravagância e os ideais elevados.



Fonte: EM - EmbalagemMarca

James Watt da BrewDog na Cervejaria Nacional

O evento com James Watt, proprietário da BrewDog acontece na próxima segunda-feira (30/01) na cervejaria Nacional em São Paulo.
O evento inclui degustações exclusivas com James e Kathia Zanatta com as cervejas já conhecidas da BrewDog e as exclusivas Sunk Punk, Tokyo Horizon, AB:06 e TNP.

Valores e informações no convite acima.

Sunk Punk from BrewDog on Vimeo.

23 janeiro, 2012

James Watt, proprietário da BrewDog chega ao Brasil!

James Watt, proprietário da cervejaria escocesa BrewDog chega na próxima sexta-feira (27/janeiro) ao Brasil, seus destinos são Rio de Janeiro e São Paulo. Data e detalhes do evento em São Paulo nos próximos dias no tumblr da Tarantino.

Sommerfest consolida sucesso em Blumenau

A Sommerfest que acontece em Blumenau/SC superou o número de 10 mil visitantes no Setor 1 do Parque Vila Germânica. Foram 10.441 pessoas, que consumiram 7.945 litros de chope. De acordo com o presidente da vila, Norberto Mette, a festa se consolidou em termos de público. "Acreditamos que até o final da promoção, em fevereiro, ela mantenha esse pique de 10 mil pessoas por noite", disse.

Em função do crescimento da Sommerfest, a organização do evento vai ampliar os pontos de venda e também adicionar mais bilheterias para evitar filas para a compra de ingresso. Além disso, Norberto Mette informa que as bilheterias serão cobertas, para se evitar problemas em noites em que pode haver chuva.

A Sommerfest não fica restrita ao Setor 1. O público lota o pavilhão e também o pátio da festa e as choperias e lanchonetes do Empório Vila Germânica. "Nas choperias Bier Villa e Alemão Batata, por exemplo, o movimento aumenta 40% em noites de Sommerfest", revela.

Aperitivo

Para os turistas que ainda não conhecem a Oktoberfest, grande Festa de Outubro, a Sommerfest é um "aperitivo" e chama muito a atenção, principalmente quando tem o desfile interno.

As próximas Sommerfest serão nos dias 26 de janeiro e 02 e 09 de fevereiro, sempre das 19h30min à 1h30min, com animação de duas bandas, desfile interno, variedade de chope e cerveja e comida típica.

22 janeiro, 2012

Cervejarias Wals e DUM juntas para produzir a Petroleum

Luiz felipe, José Felipe, Murilo Foltran, Thiago Carneiro e Julio Amorim

Comunicado oficial das cervejarias Wals e DUM:

É com imensa alegria que informamos oficialmente a parceria das cervejarias para a produção da mais falada cerveja caseira do Brasil: Petroleum.
O sonho começou a ser construído no saudoso Saaz Bier Bar em Curitiba um dia antes do Beer Day 2011. Com um brinde uníssono bradamos uns aos outros a intenção de produzir a Petroleum em escala industrial.

Quase um ano se passou e a produção aconteceu neste final de semana que será marcado para sempre na história cervejeira do Brasil.

A deliciosa Russian Imperial Stout foi desenvolvida pelos sócios Murilo Foltran, Luiz Felipe Araújo e Júlio Moutinho em Julho de 2010 . De lá pra cá ela veio conquistando os paladares dos aficionados por cervejas especiais. Foi considerado por muitos uma cerveja Platônica e inacessível, devido a pequena produtividade da DUM. A parceria surgiu para solucionar tal fato.
A cervejaria Wäls se orgulha de ser palco para o espetáculo chamado Wäls Petroleum. É a primeira cerveja do estilo produzida em escala comercial no Brasil. Estamos presenteando o consumidor com a mais deliciosa Stout.

A primeira produção aconteceu nos dias 20 e 21 nas dependências da cervejaria Wäls em Belo Horizonte e entrará na linha de produtos comercializados pela cervejaria.
Aqueles que realmente tiveram paciência estão prestes a serem recompensados.
Viva la Revolución
Wäls & DUM

Veja a degustação da DUM Petroleum no Brasil Brau 2011 com o Luiz Felipe (DUM)

DUM Petroleum from All Beers on Vimeo.

19 janeiro, 2012

Cervejaria de Minas Gerais Falke Bier investe para quintuplicar a produção

A cervejaria artesanal Falke Bier, sediada em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, vai investir R$ 1 milhão na construção de uma nova planta fabril no município.

De acordo com o sócio-proprietário da empresa, Marco Falcone, com o novo empreendimento, a previsão é quintuplicar a produção, passando dos atuais 10 mil litros por mês para até 50 mil litros mensais.

"Vamos construir um galpão adaptado em um terreno de mil metros quadrados próximo à unidade atual, que fica em um condomínio de sítios em Ribeirão das Neves. Somos uma cervejaria verde, ambientalmente montada", afirma.

A previsão é de que a nova unidade fabril seja inaugurada ainda no primeiro semestre deste ano. As obras começam no final de fevereiro. A Falke Bier fabrica sete rótulos de cervejas artesanais e dois rótulos de chopp.
Na planta atual a empresa vai continuar fabricando apenas o rótulo Monasterium e, segundo Falcone, vai transferir para a nova unidade a fabricação dos demais rótulos.

"A ideia é transformar a matriz atual também em local de turismo, aberto à visitação."

E, embora o mercado nacional de cervejas seja dominado pelas gigantes do setor - a Ambev detém 70% de market share; em seguida aparecem Schincariol, com 11,6%; Petrópolis, com 9,6%; e Femsa/Heineken, com 7,2% -, para Falcone ainda há espaço para as cervejarias artesanais crescerem.
"Temos hoje menos de 0,2% do mercado total de cervejas, mas no Brasil são consumidos por ano 14 bilhões de litros e há espaço para crescer. Nos Estados Unidos, por exemplo, as cervejas artesanais têm 5% do mercado", diz.

Fonte: Diário do Comércio

18 janeiro, 2012

All Beers conversa em vídeo com Luiz Felipe da cervejaria DUM

O All Beers conversou com Luiz Felipe da cervejaria DUM de Curitiba/PR sobre o início da cervejaria, a parceria com o Murilo Foltran e o futuro de suas cervejas.

Lembrando que a DUM é responsável pela cerveja Petroleum.

All Beers conversa com: Luiz Felipe (DUM) from All Beers on Vimeo.

17 janeiro, 2012

Dica de livro: Let Me Tell You About Beer

Comprei recentemente o primeiro livro da blogueira inglesa Melissa Cole, o Let Me Tell You About Beer: A beginner’s guide to all things brewed.
O livro mostra em suas páginas uma variedade boa de estilos, exemplos e todas as diferenças existentes no mundo cervejeiro, de maneira fácil e prática para iniciantes da bebida.

Embora seja um livro para iniciantes, como o próprio nome indica, trata-se de uma publicação muito rica em curiosidades, sendo útil também para quem já tenha um bom conhecimento.

Se quiser acompanhar o blog da Melissa Cole, entre aqui. Já para quem ficou interessado no livro, entre aqui.

16 janeiro, 2012

Cerveja e empreendedorismo no Exame.com

(Cervejaria Nacional)

Atrás de países como Alemanha e Estados Unidos, o Brasil não é o maior consumidor de cerveja do mundo. A produção da bebida, ainda dominada por grandes empresas, no entanto, começa a atrair empreendedores para microcervejarias, muitas com produção ainda artesanal.

Apesar dos reajustes de impostos nas bebidas – cervejas e refrigerantes sofreram um aumento médio de 15% em 2011 -, a produção de cerveja alcançou 13,3 bilhões de litros no ano passado – em 2010 foram 12,8 bilhões, um crescimento de 3,37%. Os dados são do Sistema de Controle de Produção de Bebidas (Sicobe) da Receita Federal.

(Cervejaria Wals)

Em expansão considerável desde 2005, as microcervejarias – pequenas indústrias com produção inferior a cinco milhões de litros por ano, que seguem receitas tradicionais – são uma nova tendência. Segundo a Associação Brasileira de Bebidas (Abrabe), esse crescimento se deve à busca de novos sabores por um consumidor cada vez mais exigente e pelo aumento de renda da população. Dados da entidade mostram que as microcervejarias representam 0,5% do mercado cervejeiro nacional – correspondente a cerca de 66,5 milhões de litros no ano passado.

A expectativa, no entanto, é de crescimento acelerado. De acordo com a Abrabe, as microcervejarias devem alcançar 2% do mercado brasileiro de cerveja em 10 anos. Hoje, são 175 micro fábricas registradas no país, em especial no Sul e Sudeste.

Veja a lista de alguns empreendedores aqui.

Matéria do site Exame.com

Palavras do blog: Minhas opiniões cervejeiras no Estado de São Paulo - Blog do B.O.B.

Nas últimas semanas no blog do B.O.B, alguns nomes do meio cervejeiro nacional estão dando suas opiniões sobre os destaques em 2011. Fui convidado pelo jornalista Roberto Fonseca (B.O.B) para escolher as minhas preferidas, e fiz minha lista.

É sempre complicado escolher apenas 1 resposta, em algumas categorias fiquei na dúvida entre 3 ou 4 nomes, isso prova como o setor está em crescimento e a tendência é ficar cada ano mais complicado.

Para ler a minha lista, clique aqui.

Raphael Rodrigues
All Beers

14 janeiro, 2012

Conheça o Clubeer

Formada em Engenharia de Alimentos pela Unicamp, Kathia Zanatta é professora e co-fundadora do curso de Sommelier de Cervejas da Associação Brasileira de Sommeliers (ABS) de São Paulo. Também é jurada dos concursos internacionais European Beer Star na Alemanha e World Beer Cup nos Estados Unidos, desde 2008.
No fim do ano passado, em sociedade com a amiga Cristiana Ficoni Bratt, abriu o ClubBeer, um site de vendas de assinaturas de kits de cervejas especiais, que são entregues na casa do consumidor.

O que são cervejas especiais?
KZ: É uma cerveja mais complexa que as populares à venda nos supermercados.

Elas são melhores que as populares?
KZ: Não. São cervejas com com características mais específicas, mais trabalhadas. As populares são conhecidas no Brasil como pilsen, mas são na verdade do estilo American Lagers (cerveja dourada, leve e de baixo amargor).

Tem algum problema tomar uma cerveja estupidamente gelada?
KZ:A temperatura muito baixa do líquido adormece nossas papiIas gustativas, órgãos responsáveis por sentirmos sabor. Para apreciar uma cerveja e sentir seu gosto e aroma, devemos consumi-las a temperaturas maiores, entre 2° e 13°C. Quanto mais leve e menos alcoólica a cerveja, mais baixa a temperatura de consumo.

Para quem não conhece esse mercado de cerveja especial qual a dica para começar?
KZ:É escolher um tipo de cerveja parecida com a que você bebe. Se for uma pilsen, uma dia é escolher uma de estilo Bohemian Pilsner como a Bamberg Camila Camila, nacional, e Pilsner Urquell, Checa.

5 DICAS DE HARMONIZAÇÃO:

1. Hardcore Ipa.
Cerveja escocesa da Brew Dog, conhecida por ter sabor carregado – até mesmo exagerado. É bem amarga e tem 9,2% de álcool. Há um rótulo com 55%.
R$ 20, 330 ml.
Combina com Linguiça calabresa e com torta de frango bem temperada

2. Malheur Bière Brut.
Cerveja belga que, depois de produzida, é envazada na França, onde passa pelo mesmo processo de um champanhe. Só 4 cervejas no mundo passam por esse processo. 11% de álcool.
R$ 91, a de 750 ml.
Combina com Frutos do mar e ceviche

3. Sorachi Ace.
Da cervejaria americana Brooklyn. Do estilo saison, é refermentada na garrafa com levedura de champanhe, tem aroma e paladar peculiares. É seca e refrescante, com notas cítricas.
R$ 46, a garrafa de 750 ml
Combina com Torta de limão

4. Rodenbach Grand Cru.
Belga, é envelhecida em tonel de carvalho, o que lhe confere notas que se assemelham as de um vinho (como a de madeira). Tem acidez marcante.
R$ 61, a garrafa de 750 ml.
Combina com Carnes de caça e frutos do mar

5. Wäls Trippel.
Produzida em Belo Horizonte. Estilo de cerveja de abadia, tem coloração dourada. Tem aroma e sabor de damasco, frutas amarelas e uma sensação suave picante, como de pimenta. Médio amargor.
R$ 17, 360 ml
Combina com Salmão com molho de maracujá

13 janeiro, 2012

Cervejaria Seasons sofre com chuva em Porto Alegre

A chuva caiu pesado ontem em Porto Alegre e acabou atingindo a cervejaria Seasons, inundando toda a parte de baixo.
O All Beers conversou agora pouco com Leonardo Sewald, proprietário da cervejaria que comentou sobre o acontecido:

"O bairro onde fica a cervejaria é plano e baixo, e o departmento de esgotos pluviais já está a um tempo fazendo uma obra pra trocar a tubulação do bairro por uma maior, mas tá muito demorado e atualmente está inclusive parado. O fato é que choveu, alagou e entrou água dentro do piso baixo da fábrica".

Segundo Leonardo, o mais importante não foi atingido, pois produção, estoque, câmara fria e laboratório estão todos em pisos elevados.

Quer ajudar a Seasons?
Entre em contato com o Departamento de Esgotos Pluviais (DEP) para atender o chamado da cervejaria. Se você é de Porto Alegre/RS, ligue para a prefeitura (156), ramal 9 para falar com o atendente e solicite atendimento do protocolo do DEP n°. 2108721149.

Curso de introdução sobre Cervejas Especiais

Novo curso na região de Campinas ministrado por Kathia Zanatta e Alfredo Ferreira (professores da ABS - Associação Brasileira de Sommeliers) no Empório Bacchus.

INFO: 19-8110-8220 - falar com Túlio
tulio@wtrends.com.br

12 janeiro, 2012

Beber cerveja todo dia faz bem e combate até diabetes

A cerveja foi elevada ao status do vinho no que diz respeito aos benefícios à saúde. Um novo estudo espanhol comprovou que tomar uma caneca da bebida por dia combate diabetes, evita ganho de peso e previne contra hipertensão. Além de ter graduação alcoólica baixa, a cerveja contém ainda ácido fólico, vitaminas, ferro e cálcio - nutrientes que protegem o sistema cardiovascular.

Nesse estudo, nós conseguimos banir alguns mitos. Sabemos que a cerveja não é a culpada pela obesidade, já que ela tem cerca de 200 calorias por caneca - o mesmo que um café com leite integral”, destaca a médica Rosa Lamuela, uma das responsáveis pela pesquisa feita em parceria entre a Universidade de Barcelona, o Hospital Clínico de Barcelona e o Instituto Carlos III de Madri.

Os especialistas afirmam também que a cerveja não é a responsável pelo aumento da gordura abdominal. A culpa, na verdade, seria dos aperitivos gordurosos, como salgadinhos e frituras, que grande parte das pessoas consome junto à bebida.

O estudo, realizado com 1.249 homens e mulheres acima de 57 anos, indica que mulheres podem tomar dois copos pequenos de cerveja por dia, enquanto para os homens estão liberados até três copos. Contudo, o hábito deve estar associado a uma dieta saudável e a exercícios físicos regulares.

Fonte: Veja

11 janeiro, 2012

Degustação: Blitzkrieg Hop - Cerveja tributo aos Ramones

Em junho do ano passado falei sobre a Blitzkrieg Hop, uma artesanal brasileira no estilo American IPA em homenagem aos Ramones, banda punk rock norte-americana.
Cerveja produzida no sul do país, por Rubens Deeke e Diogo Züge, um dos criadores da Joinville Porter, premiada no II Concurso Mestre Cervejeiro Eisenbahn em 2009.

Em novembro tive o prazer de me encontrar com o Rubens e o Diogo no Festival Brasileiro da Cerveja 2011 em Blumenau e receber em mãos a Blitzkrieg Hop.

Finalmente pude degustar a IPA em homenagem aos Ramones e confesso que gostei muito. Bem turva no visual, espuma de boa e duradoura formação.
No aroma, lúpulo presente, muito presente para ser sincero! Fiquei por alguns minutos apreciando o aroma antes do primeiro gole.

No paladar, o amargor se apresenta também, justificando o aroma. Uma IPA com muita personalidade, digna da homenagem feita aos Ramones! Que venham mais homenagens dessa dupla de homebrewers!

10 janeiro, 2012

World Beer Cup 2012 - Conheça a lista das cervejarias brasileiras participantes

Foi divulgada a lista dos participantes do World Beer Cup 2012, veja os brasileiros que vão concorrer aos prêmios:

Amazon Beer
Ambev
Backer
Bamberg
Bierland
Bodebrown
Boteco Colarinho e Confraria do Marquês
Cervejaria Premium
Colorado
Schincariol

Veja a lista completa aqui.

Cerveja do Blues Etílicos

O Blues Etílicos é a mais popular banda de blues rock e a que está há mais tempo em atividade no Brasil. Quando escreveram a letra da música ”Cerveja”, Fausto Fawcet e Cláudio Bedran não faziam ideia do que viria pela frente.

Hellbier é um estilo de cerveja típico da região de Munich, leve, refrescante e feita com puro malte. A Blues Etílicos Hellbier foi elaborada pela cervejaria Mistura Clássica e feita com dois tipos de lúpulos americanos, oferecendo características florais, de amargor balanceado e especialmente condimentada em comparação com outras helles. O mestre cervejeiro Severino Batista foi o responsável pela receita.

Blues Etílicos - Cerveja:



Release oficial da Blues Etílicos Hellbier:

09 janeiro, 2012

Cervejaria Nacional 2012

Novo vídeo da Cervejaria Nacional divulgado nos primeiros dias do ano:

29ª Festa Pomerana

Começa no próximo dia 12 de janeiro a 29º festa Pomerana, na cidade de Pomerode/SC. Basicamente se trata de uma Oktoberfest, só que menor comparada com Blumenau.

Veja a programação completa do evento aqui.

Conheça a cidade e a festa:

06 janeiro, 2012

Degustação: Bauhaus Cobre e Santa Fé


Cervejaria Premium lançou recentemente duas Lagers, a inédita Santa Fé e a Bauhaus Cobre (uma reedição da Bauhaus lançada em 2008).

Rótulos criados por Randy Mosher, fujindo do padrão comercial de lagers nacionais, ponto positivo.

Recebi as duas para degustação, vamos lá:
A Santa Fé tem coloração clara, espuma de média formação. Aroma leve de malte e no paladar uma cerveja bem leve em amargor, porém muito refrescante.

A Bauhaus Cobre já é dourada, espuma de média formação, aroma e paladar de malte, quase sem amargor.

As duas foram degustadas em dias bem quentes e confesso que cumpriram com o desejado, cervejas leves e refrescantes. Para o verão, muito indicadas para quem gosta de lagers.

All Beers conversa em vídeo com Leonardo Sewald da cervejaria Seasons

Aproveitando o início da distribuição da cervejaria Seasons em São Paulo (via Tarantino), fiz uma entrevista em vídeo com o criador de tudo isso, o Leonardo Sewald, que contou sobre a ideia do nome Seasons, o início de tudo, sobre cada criação sua e ainda deu algumas dicas para quem quer fazer cerveja.

05 janeiro, 2012

Viagem aos Monastérios Trapistas

Em maio, a Gourmet Travel Experience (Goute) oferece uma viagem cervejeira aos seis monastérios trapistas belgas. A viagem será guiada pelo especialista
e colunista de Prazeres da Mesa, Edu Passarelli. Além da visita aos bares oficiais dos monastérios, nos quais produções exclusivas podem ser degustadas, o roteiro passa pela cervejaria Cantillon, em Bruxelas; pelo bar de cervejas safradas Kulminator, em Antuérpia; pela cervejaria La Chouffe, em Achouffe; e pela cidade de Bruges.
Informações: goute@goute.com.br


Texto originalmente publicado na revista Prazeres da Mesa jan/2012 e no blog Edu Recomenda.

Veja os vídeos feitos por Edu Passarelli nos mosteiros:

Rochefort



Chimay



Achel e Westmalle




Westvleteren

Albergue cervejeiro, conhece?

Brewstel é uma microcervejaria/hostel (albergue) com um jardim no terraço em Elkins, West Virginia (EUA). É o sonho do fundador, Tim Powell, que tem uma licenciatura em Gestão de Turismo e Lazer e Ciência Ambiental pela Faculdade Elkins.

Tim
também estudou aspectos da cerveja na Siebel Institute of Technology World Brewing Academy, em Chicago, IL. Ele está trabalhando com uma equipe talentosa que trazem uma variedade de habilidades para o projeto, incluindo a gestão de hospitalidade, marketing, economia, ciência ambiental e biologia vegetal.


Veja como funciona o Brewstel:



Segundo Tim, o Brewstel é perfeito para:

- Mochileiros
- Amantes da pesca
- Cervejeiros
-
Jardineiros
- Amantes da música
- Caçadores

- Esquiadores/Snowboarders
- Trabalhadores Viajando
-
Ocasiões em Grupo

Visite o site.

Para contatos:
Tim Powell
CEO/Founder
120 Davis Avenue
Elkins, WV 26241
304-940-2992
304-997-GROW (4769)

02 janeiro, 2012

Selos de Cerveja

Selos refletem a cultura e a história de um país, e claro que os temas são variados. Veja alguns selos com a temática cerveja.
John Molson fundou sua famosa cervejaria em Montreal no ano de 1786, em uma época que a cevada era um produto escasso no Canadá. Molson importava cevada e distribuia aos agricultores.
Molson foi homenageado pelo seu país com este selo 1986 no 150 º aniversário de sua morte.


Selo alemão de 1983, que marca "mais de 450 anos" da Reinheitsgebot, a lei de pureza da cerveja.

Este selo belga de 2006 retrata a cerveja feita na Abbaye Notre-Dame d’Orval, uma das sete cervejarias trapistas no mundo.

Em 1759, Arthur Guinness assinou um contrato de arrendamento de uma cervejaria abandonada em Dublin. Seu negócio cresceu mundialmente, sendo homenageado com este selo de 1959.

O San Miguel Brewery foi fundada em Manila em 1890, quando os espanhóis ainda governavam as Filipinas. Cem anos mais tarde, foram lançados selos comemorativos da data.

Este selo de 1986 da Bélgica marca o "Ano da Cerveja."

Selos postais muitas vezes promovem as indústrias de um país; este selo de St. Christopher descreve a Cervejaria Carib, fundada em 1960 e um grande empregador na ilha caribenha.

Embora não seja tão retrô como um vagão de cerveja, este caminhão da Labatt de 1947 era um selo de 90 centavos de dólar canadense simbolizando o pós-II Guerra Mundial.

Entre 1866 e 1955, todos os barris de cerveja dos EUA foram obrigados a ter um selo fiscal, pois eles geralmente eram destruídos, tornando-os escassos. Muitos estados tiveram seus próprios selos fiscais de cerveja; esta versão acima é de Ohio.
Selos pôsters eram populares na Europa e nos Estados Unidos no início de 1900. Muitas versões em alemão, como este, anunciando cervejas.

Fonte
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...