17 abril, 2014

O que acontece quando uma conhecedora de vinhos experimenta cervejas comerciais?


O que acontece quando uma conhecedora de vinhos senta para degustar cervejas comerciais? Veja o vídeo abaixo e qual a nota de cada cerveja.

 

16 abril, 2014

Preparado para o Copenhagen Beer Celebration 2014?


Para muitos o Copenhagen Beer Celebration, que acontece todo ano na Dinamarca é um dos melhores festivais de cerveja do mundo! Organizado por Mikkel Borg, dono da Mikkeller, só participam cervejarias convidadas por ele.

São 4 sessões, 40 cervejarias e 320 cervejas diferentes, definitivamente é um festival baseado na qualidade! Novamente o Brasil será representado pela Way Beer, de Curitiba/PR.

Faltam poucos dias, o evento acontece nos dias 2 e 3 de maio e um teaser já foi divulgado!

 

Cervejaria Suméria: Cambuça Blanche chega nas lojas


Cervejaria Suméria, de Santo André/SP, começa a distribuição de seu segundo rótulo com MAPA, a Cambuça Blanche.

Uma witbier com 4,2% de teor alcoólico e 10 IBUs (Unidade de Amargor). Um estilo tradicionalmente belga, com adição de cambuci e apresenta leve acidez.

A Cambuça pode ser encontrada na versão garrafa e chope e começa hoje sua distribuição pelo Brasil.

Degustação: Caramba, IPA!


Degustação da Caramba IPA, cerveja caseira produzida em Campinas/SP por Wagner Falci. Lembrando que ela não tem MAPA para distribuição e portanto não pode ser vendida.

Com 5,5% de teor alcoólico e 68 IBUs (Unidade de Amargor), uma cerveja turva, com boa formação e duração de espuma clara.
No aroma, bem frutada, dry hopping do lúpulo Cascade, lembrando uma american IPA. Percebi também um certo caramelo.


No paladar, uma India Pale Ale com bom amargor, com um leve aquecimento o adocicado começou a se destacar, mas no final ficou um equilíbrio interessante. Corpo médio e com aftertaste levemente amargo.

Uma boa cerveja e fácil de beber!

15 abril, 2014

Rogue e Left Hand divulgam vídeo sobre novo copo do estilo Stout


Lembra do post feito pelo All Beers sobre o copo específico para o estilo stout?
Foi divulgado o vídeo com os parceiros de projeto, Left Hand Brewing, Rogue Ales e Spiegelau apresentando o novo copo e mostrando as vantagens no aroma e paladar que a novidade oferece.


Participam do vídeo, Brett Joyce e John Maier da Rogue e Eric Wallace da Left Hand.
Lembrando que a cervejaria Left Hand não é vendida no Brasil e a Rogue é distribuída pela importadora Tarantino aqui no país.

 

Cerveja Imaculada (RS) começa distribuição no sudeste


A Cervejaria Imaculada, Caxias do Sul/RS, começa sua distribuição pelo sudeste brasileiro, em São Paulo as cervejas começaram a chegar, são cinco estilos: American Pale Ale, Red Ale, Belgian Pale Ale, Hefeweizen e Blond Ale.

14 abril, 2014

Das Bier produz lote exclusivo e limitado da Stark Bier


A cervejaria Das Bier, de Gaspar/SC, lança uma edição limitada em garrafa da Stark Bier, que acabou de conquistar a medalha de bronze no 2º Concurso Brasileiro de Cervejas, realizado durante o Festival Brasileiro 2014, em Blumenau/SC. 

Esta é a primeira vez que a cervejaria produz a bebida pasteurizada. A garrafa tem 500 ml. 
A garrafa é um presente para os consumidores. Queremos comemorar juntos este prêmio”, afirma o beer sommelier e gerente de produção da Das Bier, Leandro Schmitt.

A Stark Bier é uma cerveja colaborativa do estilo Strong Scotch Ale. A bebida passou a ser fabricada em 2012, para o Festival Brasileiro da Cerveja, e contou com a parceria das cervejarias Bodebrown, Colorado, Coruja, Wals e Way

O lote exclusivo e limitado pode ser encontrado nos pontos de venda da Das Bier Litoral, em Balneário Camboriú, Das Bier Kneipe, no Shopping Park Europeu, em Blumenau, e na fábrica, no Belchior Alto, em Gaspar.

12 abril, 2014

Cervejaria Wäls (MG) faz história nos Estados Unidos e ganha medalha de ouro!


A cervejaria mineira Wäls conquistou duas medalhas inéditas no World Beer Cup 2014, nos Estados Unidos, a medalha de ouro com a Dubbel e Prata com a Quadruppel.


O prêmio acontece na mesma época em que a cervejaria realiza sua 1º exportação para o mercado norte-americano, com o nome Belô Brewery.


Foi a primeira vez que uma cervejaria brasileira conquistou um ouro na competição! Parabéns José Felipe, Tiago e todos da família Wäls pela conquista!

11 abril, 2014

Ayinger: Cervejaria alemã com seis rótulos no Brasil


Novo contâiner da cervejaria alemã Ayinger chega ao Brasil, agora são seis rótulos disponíveis por aqui, todos chegam via importadora Interfood.

O rótulo mais emblemático e premiado da cervejaria é a Celebrator Doppelbock, com nota 100 no Rate Beer, ela chega novamente para alegria dos fanáticos pelo estilo.
Além dela, chegaram também a Altbairisch Dunkel, Bairisch Pils, Jahrhundert (Helles), Brau Weisse (hefeweizen) e a Ur Weisse


As cervejas já chegaram essa semana em alguns pontos de venda, como na foto acima do Empório Alto dos Pinheiros, São Paulo.

Pedimos ajuda para nosso degustador oficial de bons rótulos, Peter Vad, do Master of Hoppets:

Ur Weisse

Brau Weisse

Cervejaria Júpiter lança seu terceiro rótulo - Witbier Tânger


Lembra que citamos no All Beers em janeiro que a cervejaria Júpiter estava fazendo uns testes com tangerina?
O mistério acabou, nasce o terceiro rótulo engarrafado da cervejaria, a Júpiter Tânger, uma witbier com 4% de teor alcoólico, 25 IBUs (Unidade de Amargor) e feita com os lúpulos Styrian Goldings, Saaz e Polaris.

O lançamento oficial acontece amanhã, dia 12 de março no Biergarten Paulistano, que fica na Chácara Santa Cecília - Rua Ferreira de Araújo, 601.

Quer saber como entrar no Biergarten Paulistano da Júpiter sem pagar nada?
Confirme presença no evento do facebook ou envie email para nomenalista@cervejariajupiter.com.br até as 14h do dia 12/abril (sábado)
Até 18h ou com nome na lista - ENTRADA FRANCA
Após 18h e sem nome na lista - R$30 consumíveis

Degustação: Black Anthrax - 17% de teor alcoólico


A Black Anthrax tem uma embalagem no mínimo criativa e instigante, parece xarope de criança (só parece!). No rótulo, uma Brazilian Rapadura Melaço Imperial Coffee Stout, com 17% de teor alcoólico e 94 IBUs (Unidade de Amargor).
Cerveja feita por Marlos Monçores, do Rio de Janeiro que inclusive conquistou o 1º lugar de estilo livre durante o 2º Festival Carioca de Cerveja Artesanal, que aconteceu no final do ano passado.

É uma cerveja caseira, ou seja, não é vendida nem distribuída nacionalmente.

Encontrei uma explicação do Marlos sobre a produção da cerveja no ótimo blog Maria Cevada, feito pela Amanda Henriques e Anderson Senne.

"É uma Imperial Stout extrema com três ingredientes nacionais principais: Café, Rapadura e Melaço. Além de aproximadamente 700g de malte por Litro de cerveja, a adição de rapadura e melaço gradativa durante os primeiros dias de fermentação garante 17% de álcool na cerveja. Além dos 94 IBUs provenientes do lúpulo, um amargor extra foi adicionado pela técnica de “dry-coffee” usando café Mineiro 100% Arábica. Na maturação a cerveja recebeu ainda cubos de carvalho e extrato feito em casa de Baunilha em favas"


Degustação All Beers:

No visual, cerveja bem escura e totalmente sem espuma.
No aroma, café, algo doce que deve ser da rapadura ou melaço, me lembrou bastante aqueles doces de caramelo, bem complexa que vai se mostrando com um leve aquecimento.

No paladar, uma cerveja de personalidade própria, aquecimento na boca devido ao alto teor alcoólico. O café é perceptível em cada gole! Complexa, corpo alto, madeira, licorosa na textura, lembra whisky em alguns momentos. 
Final adocicado. Degustar cervejas como essa é sempre um aprendizado, em cada gole você descobre algo novo.

Uma cerveja extremamente complexa e boa, parabéns Marlos pela criação! 

10 abril, 2014

Mistura Clássica lança Euforia Saison


Mistura Clássica, de Volta Redonda/RJ, lança a cerveja Euforia Saison. A receita é a primeira da parceria entre a cervejaria e os cervejeiros caseiros Eduarda Dardeau e Ricardo Rosa.

Com 5,7% de teor alcoólico, a cerveja será vendida em garrafas de 500 ml e distribuída pela Beers on the Table.

Hoje às 19h acontece o lançamento da Euforia Saison no Empório Altos dos Pinheiros, que fica na Rua Vupabussu, 305, Pinheiros, São Paulo, SP.

All Beers escreve sobre Way Beer em site norte-americano


Continuando a parceria entre Brasil e Estados Unidos para divulgar a cultura cervejeira do nosso país, escrevi sobre o novo trio da cervejaria Way Beer, a Sour Me Not (Morango, Graviola e Acerola) no site norte-americano, My BeerBuzz.

Link da matéria.

09 abril, 2014

Instituto da Cerveja fecha parceria com a Hops Academy do Grupo Barth-Haas


O Instituto da Cerveja Brasil acaba de anunciar a parceria com a Academia de Lúpulos do Grupo Barth-Haas, conhecida no exterior como The Barth-Haas Hops Academy.

O grupo é líder mundial em produção, reprodução e processamento de lúpulo, serviços de armazenagem e logística, tecnologias de P&D e aplicações para a indústria cervejeira. 
A ideia do convênio é abastecer os alunos do Instituto da Cerveja com as ferramentas e um profundo conhecimento sobre o lúpulo e o grande potencial  de aplicação na indústria cervejeira.

A parceria reforça o comprometimento com a qualidade de ensino do ICB. Estamos sempre buscando as maiores e melhores referências no mundo cervejeiro para trazer conteúdo de primeira linha para o Brasil”, diz um dos sócios do Instituto da Cerveja, Estácio Rodrigues.


  “Iniciaremos com um módulo de dois dias e depois aperfeiçoaremos o módulo de lúpulo do curso de Sommelier de Cervejas com o conteúdo Barth-Haas e na sequência teremos o curso completo da Hop Academy em nossas instalações”, explica a professora e sócia do Instituto da Cerveja, Kathia Zanatta.

O primeiro módulo do Barth-Haas Hops AcademyIntrodução ao Universo do Lúpulo será realizado no Instituto da Cerveja em maio, durante os dias 20 e 21. Para marcar a inauguração do novo curso, haverá uma brassagem noturna na Cervejaria Nacional com um lúpulo surpresa que é lançamento da Barth-Haas e que promete surpreender os entusiastas e amantes da boa cerveja. 
As inscrições já estão abertas.

Deborah Benetti - Coluna 07: A origem do drink Black Velvet

(Legenda: Black Velvet servido no Yard House(EUA). Créditos: Alfredo Luis Barcelos Ferreira)

Que o drink é composto da mistura entre uma cerveja stout e champagne você sabe, mas já parou para pensar como ele foi inventado? 
No Oxford, há um pequeno trecho em que cita seu surgimento proveniente da Alemanha, mas, no entanto, muitos perpetuam os supostos fatos que aconteceram em Londres.   

Para entender seu surgimento, é preciso voltar na história, em 1839. 
O cenário escolhido é o Reino Unido durante o mandato da jovem Rainha Vitória. Ela caiu de amores por seu primo Alberto de Saxe-Coburgo-Gota durante um período em que tinha uma relação sombria e distante com sua mãe. As duas não se davam bem por influência do padrasto ganancioso, que durante anos assumiu seu reinado. 

Quando completou a idade e assumiu o poder, Alberto foi o braço direito no trabalho e na vida pessoal da Rainha. Não demorou muito para sair o casamento deles, este que perdurou até 1861 onde nosso drink com base de cerveja foi supostamente criado.


 (Legenda: Último registro de Vitória e Alberto em 1861, poucos antes da morte do príncipe-consorte. Créditos:Wikipedia Commons)

14 de dezembro. No Quarto Azul do Castelo de Windsor, o Príncipe Consorte estava muito febril deitado na cama. Ao seu pé estava sua esposa e alguns dos nove filhos do casal. O médico acabara de confirmar o seu falecimento aos 42 de idade. 

Alguns estudos registrados apontam que a causa foi câncer enquanto outros cientistas modernos acreditam que ele já estava com uma doença crônica há pelo menos dois anos. 
A Rainha Vitória ficou devastada e todos do Reino Unido foram solidários à sua dor. Dentro da cozinha real, o criado responsável pelo o que estava sendo servido no funeral tentou mostrar o profundo luto. Ele então pegou todas as bebidas claras das bandejas e acrescentou outra bebida escura por cima. Houve uma grande diferença de densidade das bebidas, formando uma nítida separação de fases nas taças. Mas parece que outra pessoa prestou a mesma forma de homenagem em outro lugar. 

Um barman do Brook´s Club serviu cerveja preta por cima de um drink da casa para todos os presentes. Supõe-se que a cor formada era para simbolizar as braçadeiras de pano preto ou roxa usadas por rezadeiras durante rituais fúnebres. 


(Legenda: Alberto com sua veste de cavaleiro. Créditos: Wikimedia Commons)

Agora fica aquela incerteza etílica sobre a veracidade dos fatos. Se for verdade ou não, o bom disso é que inventaram uma receita peculiar para nós, cervejeiros. 
Sem preconceitos, aprecie os ”bons drinks” e Cheers!

08 abril, 2014

Degustação: Bamberg Franconian Rhapsody


Novo rótulo sazonal para degustação da cervejaria Bamberg, Votorantim/SP.
Franconian Rhapsody é uma Helles defumada, mistura de dois estilos típicos da Francônia, helles e rauch.
A ilustração do rótulo foi desenvolvida por André Clemente.

No visual, amarela translúcida, espuma cremosa de média formação e duração.
No aroma o defumado se destaca e controla toda a situação, ponto positivo para os que gostam de uma rauch.

No paladar, corpo médio, uma cerveja refrescante, fácil de beber e com final levemente amargo. Sabe quando alguém comenta que não gosta de rauchbier? A Bamberg Franconian Rhapsody pode ser uma bela porta de entrada para o estilo tão admirado por uns e odiado por outros.
Definitivamente uma boa cerveja!

Cervejaria Tupiniquim: Cervejas colaborativas e de Páscoa estão chegando


O começo de ano da cervejaria Tupiniquim (Porto Alegre/RS) foi bem agitado, e as primeiras novidades já começaram a surgir.

Para começar, a novidade sazonal, para a Páscoa está sendo engarrafada hoje, a Tupiniquim Chocolate, uma stout com 4,9% de teor alcoólico. 


Henok Fentie - Omnipollo


Tupiniquim/Omnipollo Polimango Double IPA
A colaborativa feita com o Henok Fentie, da cervejaria sueca, Omnipollo. Uma double IPA, com 80 de IBU (Unidade de Amargor) e 9,5% de teor alcoólico.
Dias antes de Henok chegar no Brasil, o All Beers fez uma entrevista exclusiva como ele, veja aqui.


Jeppe Jarnit-Bjergsø -  Evil Twin

Tupiniquim/Evil Twin Extra Fancy IPA e Lost in Translation
Quando Jeppe Jarnit-Bjergsø esteve no Brasil, fez duas colaborativas na Tupiniquim, a Extra Fancy IPA, 70 de IBU (Unidade de Amargor) e 6,3 de teor alcoólico e a Lost in Translation IPA Brett,  100% brett, com 40 de IBU (Unidade de Amargor) e 6,5% teor alcoólico.
Na visita de Jeppe pelo Brasil, o All Beers fez um roteiro completo dele por aqui, veja aqui.

Impossível falar de Lost in Translation e não lembrar do ótimo filme de Sofia Coppola, de 2003, com o mesmo nome. 


A previsão de chegada nos pontos de venda é para próxima semana.


Brian Strumke - Stillwater


Tupiniquim/Stillwater Saison Espumante
Quem também passou pelo Brasil e fez sua colaborativa com a Tupiniquim foi Brian Strumke, da cervejaria norte-americana Stillwater
A cerveja vai se chamar Saison Espumante, está em processo de maturação e leva adição de caju e manga. Deve ficar pronta nas próximas duas semanas.

O All Beers também fez um guia completo da passagem de Brian pelo Brasil, inclusive adiantando todas as colaborativas que ele faria por aqui. Veja mais.

A Tupiniquim é distribuida pela importadora Beer Legends

07 abril, 2014

Brewdog e 2Cabeças lançam cerveja colaborativa


A Brewdog acaba de divulgar em seu site oficial a nova cerveja colaborativa, agora com a cervejaria brasileira 2Cabeças.
Seguindo a linha tradicional da cervejaria escocesa, 'My Name is..." chegou a nova versão brasileira, My name is Zé.

Uma Scottish Brazilian Passion Fruit IPA, com 6,4% de teor alcoólico e 60 de IBU (Unidade de Amargor).Segundo os escoceses, é uma Punk IPA multiplicada pela JackHammer, dividida com maracujá e mais o espírito brasileiro.

Conversei agora com o Bernardo Couto da 2Cabeças sobre a novidade, ele disse que a
 cerveja foi feita na própria Brewdog, está maturando e deve chegar nos pontos de venda em junho aqui no Brasil.
Bernardo disse também que a cerveja já chega com o rótulo em português.

My name is Zé será vendida apenas no mercado brasileiro e para o Equity For Punks.

Stella Artois: Chalice Symphony com a banda Cold War Kids


Projeto organizado pela Stella Artois com Andy Cavatorta e a banda Cold War Kids.

Chalice Symphony Series - Cold War Kids 1


Chalice Symphony Series - Cold War Kids 2

04 abril, 2014

All Beers escreve sobre Cervejaria Urbana em site norte-americano


Continuando a parceria entre Brasil e Estados Unidos para divulgar a cultura cervejeira do nosso país, escrevi sobre os dois últimos lançamentos da Cervejaria Urbana no site norte-americano, My BeerBuzz.

Link da matéria.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...