29 maio, 2009

Workshop de cerveja artesanal


Workshop Produção de Cerveja Artesanal, faz parte de um circuito regional iniciado em 2007 e trata-se de uma iniciativa da ACervA Catarinense, com o apoio de entidades municipais e estaduais, cervejarias e empresas do setor, e tem por objetivo difundir e aprimorar o conhecimento das técnicas para produção de cerveja artesanal no estado de Santa Catarina, além de contribuir para a divulgação e o fortalecimento da cultura cervejeira no Brasil.


O objetivo do evento é ser uma grande confraternização entre cervejeiros, trazendo workshop de produção de cervejas e palestras com personalidades do universo cervejeiro, onde destacam-se:


- Workshop de produção de uma cerveja artesanal na técnica “all grain”, orientado para iniciantes e conduzido pela dupla de cervejeiros artesanais de Joinville, ganhadores do II Concurso Mestre-Cervejeiro Eisenbahn, Ivan G. Steinbach e Diogo H. Züge;


- Workshop de produção de uma cerveja artesanal utilizando “extrato de malte”, especialmente apresentada por membros da ACervA Paranaense;


- Palestras técnicas e culturais à respeito do universo da cerveja:

· Elmar Schmitz, mestre-cervejeiro da microcervejaria OPA Bier de Joinville;
· Cláudio Zastrow, mestre-cervejeiro da microcervejaria Schornstein de Pomerode;
· Paulo Feijão, cervejólogo e autor do blog oBIERcevando.


Haverá também degustação de cervejas especiais produzidas e oferecidas pelos cervejeiros artesanais e comerciais; exposição e comercialização de produtos, matérias-primas e equipamentos; sorteio de brindes, entrega de apostilas e certificados aos participantes.
O evento é aberto ao público.
http://www.workshopcervejeiro.com.br

28 maio, 2009

Stout NYC

Mais um vídeo feito pelo Maurício do Brejas quando esteve em Nova York.
Bar Stout NYC, especializado em cervejas stouts.

27 maio, 2009

Therezópolis lança cerveja dunkel


A cervejaria St. Gallen lança este mês sua primeira premium de cor escura, a Therezópolis Ebenholz (ébano, em alemão).

Elaborada com quatro tipos nobres de maltes, lúpulo e a água mineral das montanhas de Teresópolis, na região serrana do Estado do Rio de Janeiro, é uma Premium Dunkel. O resultado é uma cerveja aromática, com um marcante sabor maltado e notas de torrefação equilibradas pelo frescor do lúpulo.

A Therezópolis Ebenholz, uma legítima cerveja puro malte, é produzida de acordo com a Reinheitsgebot (Lei Alemã da Pureza, de 1516).

Por ser semi-filtrada, apresenta no fundo da garrafa depósito de levedo de cerveja

Harmonização:

A bebida harmoniza bem com pratos elaborados com carne bovina, suína, avestruz, coelho, peixes defumados ou pratos com molhos funghi.

26 maio, 2009

Nova turma do Botto


Leonardo Botto, o cervejeiro caseiro carioca, ganhador do primeiro Concurso Mestre Cervejeiro Eisenbahn, com a Dama do Lago, vai para Ribeirão Preto pela segunda vez ministrar o curso que já é conhecido pelos amantes da produção caseira.

Ele fará um breve histórico da cerveja, estilos, matérias primas e equipamentos, limpeza e sanitização, e processo cervejeiro. Depois, na parte prática, os alunos elaborarão uma leva de cerveja, acompanhando o processo desde a moagem ideal dos grãos, passando pela parte quente do processo, a brassagem dos maltes, filtragem, lupulagem, resfriamento e inoculação do fermento.
Durante as 8 horas de todo o processo, haverá degustação de cervejas, pela manhã coffee break, almoço e no fim de tarde, um lanche com pão de malte.


Início:
8h da manhã.
Reserva de vaga e informações: 16 3237.0722 com Gabriela / Marcelo
E-mail: deguste@emporiobiergarten.com.br
Organização e Realização: Empório Biergarten: Cultivando Prazeres
Apoio: Cervejarium e Cervejaria Colorado

23 maio, 2009

Chips de cerveja


Você encara essa? Batata frita de cerveja? Existem outros sabores também como Bloody Mary e Margarita Shots.
Escolha seu sabor preferido e boa degustação.

22 maio, 2009

Bamberg Alt


Na próxima quarta, 27, a cervejaria Bamberg lança a sua cerveja sazonal Alt, lá na Forneria Melograno. Para o evento foi desenvolvido um cardápio especial de harmonizações. As vagas são limitadas. Quer saber mais sobre o estilo Alt?

Alt significa também “antigo”, e na cerveja refere-se ao estilo de fermentação praticado no passado pelas cervejarias.


Caracteriza-se pela coloração acobreada e é fermentado em temperaturas de alta fermentação. Porém, devido ao longo tempo de maturação apresenta características de baixa fermentação, com toques de frutas vermelhas, caramelo, floral do lúpulo, amargor acentuado, final seco e bom balanço com a doçura do malte.

Fonte: Melograno

21 maio, 2009

Rótulo da Colorado Vintage Black Rapadura





A cervejaria Colorado divulgou via Brejas seu rótulo para sua nova cerveja, a Vintage Black Rapadura.

Segundo o site Brejas , esse lançamento segue o estilo imperial stout, a cerveja terá potência alcoólica de 10,5%, e cerca de 60 IBU de amargor.
Em sua receita, leva a rapadura escura, cujo açúcar é mais caramelizado do que a de cor marrom, já utilizada na Colorado Índica. Segundo Marcelo Carneiro, proprietário da Colorado, tanto o álcool quanto a alta lupulagem da breja favorecerão a sua guarda. Daí o nome Vintage, que designa as cervejas que podem ser guardadas na adega por longos períodos de tempo.

20 maio, 2009

O Brasil que você não conhece - parte 02

Continuando nossa viagem pelas cervejas brasileiras que você não conhece...

A Backer é de Belo Horizonte (MG) - Cervejaria Backer. Encontramos vários estilos dela como: Brown, Pale Ale, Pilsen e Trigo.
http://www.cervejariabacker.com.br/site.htm

A Therezópolis é da Cervejaria Therezópolis que fica claro em Teresópolis (RJ).
Encontrada em grandes redes de supermercado.
http://www.therezopolisgold.com.br/tgold/

A Mulata é uma cerveja pilsen da cervejaria Cintra (Grupo Schincariol)
A Cervejaria Cintra se instalou em Mogi Mirim no final de 1997, ao adquirir as instalações desativadas da Kaiser. Posteriormente, construiu uma segunda fábrica em Barra do Piraí, no Rio de Janeiro.
http://www.cintrasemfrescura.com.br/

A Black Princess é da cervejaria Petrópolis (RJ), é facilmente encontrada em grandes redes de supermercado com as variações de Gold (Pilsen) e 1882 (Pilsen escura).
http://www.cervejariapetropolis.com.br/

19 maio, 2009

Degustação: Super Bock Abadia Gold

Super Bock Abadia Gold
Estilo:
strong lager

Álcool:
6,8%
Copo ideal:
tulipa ou caldereta

Cerveja de Portugal com uma garrafa linda.
Coloração âmbar translúcida, espuma branca, densa e persistente.
Aroma de lúpulo e levemente frutado. No sabor também é perceptível o frutado e um leve amargor no final.
No paladar também senti um leve adocicado.
Cerveja muito boa.

18 maio, 2009

FemAle Rosas Red Ale


A Rosas Red Ale é a primeira criação da Duda do ótimo blog FemAle Carioca.
Sobre a cerveja, A Rosas é uma Red Ale, com 6% de teor alcoólico, feita com 3 rosas, 1 na brassagem e 2 na fervura.
A primeira degustação aconteceu no Humaitá Beer Fest (Rio de Janeiro) e a opinião da criadora foi a seguinte:

"Coloração âmbar, boa carbonatação. O aroma de rosas combinou muito bem com o de lúpulo, que estava bem marcante. Na boca, o amargor muito gostoso".

Confesso que fiquei com vontade de degustar a Rosas.

Ficou interessado em conhecer todo o processo da cerveja Rosas? Entre aqui.

15 maio, 2009

Cerveja e Café

Veja a matéria "Sabores com um leve toque de café" que saiu ontem no jornal Gazeta do Povo de Curitiba e teve participação de Mauricio Beltramelli do site Brejas:

(clique para ampliar)


Fonte: Brejas



14 maio, 2009

Inglesas chegando...


A importadora Uniland anunciou a importação de um pacote britânico, cervejas de 500ml, exceto a australiana Coopers Vintage Ale (7,5% de teor alcoólico, passa parte do tempo de maturação em barris de carvalho).

As Inglesas são:

IPA da Fuller's com amargor superior a 50 IBUs (uma lager industrial, tem entre 10 a 12, ou seja, amarga), Marston’s Pedigree (Pale Ale inglesa, com 4,5%), Marston’s Old Empire (definida como Extra Special Bitter tem 5,7% de teor alcoólico), Marston’s Oyster Stout (considerava a mais frutada das dry stouts, com 4,5%), Bateman’s XXXB (cerveja inglesa do estilo Extra Special Bitter, com 4,5%), Bateman’s Combined Harvest ( feita com quatro tipos de grãos em sua receita: cevada, trigo, centeio e aveia. Tem 4,7% de teor alcoólico) e Hop Back Summer Lightning (Golden Ale com 5%).

12 maio, 2009

São Paulo terá o primeiro curso de beer sommelier do país


O que é um beer sommelier?

"O beer sommelier trabalha a cerveja na esfera gastronômica. Ele se preocupa com a apresentação, a temperatura, a taça adequada, a harmonização com o prato, diferente do mestre cervejeiro que trabalha a cerveja em escala industrial."

São palavras da beer sommelier na Academia Doemens (Alemanha) e mestre cervejeira na Espanha, a paulistana Cilene Saorin, de 37 anos.


Cilene será a responsável pelo curso que começa no segundo semestre de 2009 em São Paulo. Se trata do primeiro curso oficial no Brasil.

Cilene explica que, apesar do brasileiro beber muita cerveja, não existem profissionais graduados. E revela que a profissão de beer sommelier só foi reconhecida mesmo em 2005. Além dela, só mais uma mulher tem essa formação aqui no Brasil.
“Existe o risco de as pessoas se autointitularem [beer sommelier] só lendo sobre o assunto. Você pode ser bastante competente, mas é importante ter uma educação formal”, explicou Cilene. “A pessoa nunca pode ser chamada de beer sommelier se não tem o título. É uma forma de respeitar a profissão”.

“A intenção é formar gente capaz de dar uma boa informação. Cerveja não é só estupidamente gelada para matar a sede e dar barato [deixar bêbado]”.
A especialista, que acumula também a função de editora da revista Beer Life, acredita que o público alvo vai ser de apreciadores ou de gente que trabalha com esse produto, como importadores, funcionários de cervejarias ou de restaurantes. “O beer sommelier tem que ter responsabilidade com o consumo consciente. Não está interessado em fazer o cliente encher a cara”.
Para se formar, o aluno precisa ter nível superior e não sofrer de males como deficiências no paladar ou no olfato (caso de pessoas com rinite alérgica).

Fonte: G1

10 maio, 2009

Coopers em casa


Cada vez mais o número de cervejeiros artesanais está aumentando e pensando nisso a Coopers lançou um kit Brewmaster para fazer cerveja em casa.

O preço do kit é de U$ 99 com o refil entre U$ 30 e U$ 40, dependendo do tipo de cerveja (pilsen ou Irish Stout).

Com o kit você consegue preparar 50 latas de cerveja e caso você não entenda nada de cervejas artesanais, junto você recebe uma video-aula em DVD e manual de instrução.


08 maio, 2009

Palavras do blog


Começo esse "Palavras do blog" agradecendo ao grande amigo Felipe Kamakura que me deu sua coleção de bolachas importadas que adquiriu quando esteve passeando pelo velho continente! Coloquei algumas na foto acima, mas foram 30 no total! Obrigado mesmo Kamakura!

****

Ultimamente tenho consumido mais cerveja em casa do que em bares e pubs, na última semana recebi em casa duas cervejas da Cervejaria Canoinhense, a cervejaria mais antiga do Brasil que fica em Canoinhas (SC).
Ainda não fiz a degustação, mas dessa semana não passa. As cervejas em questão são: Mocinha e Jahu.
Falaremos mais sobre a Cervejaria Canoinhense em breve aqui no All Beers.


Peguei também um kit bem bacana da Cervejaria Bamberg, são 4 cervejas e uma taça. Das quatro cervejas, uma é sazonal natalina, a Saint Nicholas.




Do estilo Belgian Blond Ale, a cerveja é fermentada com uma combinação de cinco leveduras usadas nas receitas de alguns dos melhores líquidos da escola belga. Assim que provar, deixarei minha opinião por aqui.

****

Alguém já conseguiu ver o documentário Beer Wars, sobre micro cervejarias norte-americanas? Já passou nos Estados Unidos e nada por aqui. Dificilmente um documentário sobre cerveja entraria em grande escala por aqui, mas nenhuma sala no Brasil exibiu este material, não que eu saiba.
Vamos esperar mais um pouco, quem sabe uma exibição em alguma sala "cult" por aqui, vamos continuar torcendo.

Por enquanto é isso, bom fim de semana com boas cervejas!
Raphael Rodrigues

07 maio, 2009

Cerveja e tênis




Mais uma prova de que a cerveja vai muito além de uma bebida, a nike aproveitou o nome mundialmente forte dessas cervejas para lançar modelos inspirados nelas, como o Heineken Dunk e também a versão para o Newcastle Brown Ale.


O que achou?

06 maio, 2009

O Brasil que você não conhece - parte 01

Existem várias cervejas brasileiras que você não encontra nas grandes redes de supermercado e mesmo que encontre, acha que é importada por causa do nome, certo?
Já falamos de algumas que são encontradas como Baden Baden (Campos do Jordão), Devassa (Rio de janeiro), Colorado (Ribeirão Preto), entre outras.


Vou colocar algumas cervejas aqui que talvez você não conheça ou já ouviu falar mas nunca provou.
Algumas começaram artesanalmente e continuam até hoje e outras foram compradas por grandes cervejarias, embora continuem com seu nome, é o caso das citadas acima.




A Bamberg é de Votorantim, interior de São Paulo e oferece variados estilos de cerveja, Pilsen, Alt, Weizen, Kolsh, Schwarzbier, Bock e Muchen.
Embora não seja encontrada com muita facilidade em supermercados, você pode achar em casas especializadas.
http://www.cervejariabamberg.com.br/

A Micro Cervejaria Barley Ltda foi fundada em 2002 na cidade de Capela de Santana - RS e produz a cerveja Barley (Pilsen).
http://www.barley.com.br/

A cervejaria Schmitt tem sua origem em Porto Alegre e oferece seis tipos de cerveja: Ale, La brunette Stout, Barley Wine, Magnum (Barley Wine), Sparkling Ale e Big Ale.
http://www.schmittbier.com.br/

Essa nossa viagem pelas cervejas nacionais continua...

Nova cerveja da Colorado


O site Brejas deu em primeira mão: Colorado Vintage Black Rapadura é o nome provisório da nova cerveja da Cervejaria Colorado, de Ribeirão Preto (SP).
A previsão de lançamento é para o segundo semestre e está sendo desenvolvida pelo mestre cervejeiro Rodrigo Silveira com a colaboração do historiador cervejeiro americano Randy Mosher, o mesmo que participou da elaboração da premiada Colorado Demoiselle.

No estilo imperial stout (será a primeira do Brasil), teor alcoólico de 10,5%, e cerca de 60 IBU de amargor. Em sua receita, leva a rapadura escura, cujo açúcar é mais caramelizado do que a de cor marrom, já utilizada na Colorado Índica.

04 maio, 2009

Bons programas no You Tube

O You Tube pode oferecer vários e interessantes programas sobre degustações de cerveja.
Indicaremos dois, um nacional e outro internacional.

Bytes and Beers
O Bytes and Beers é feito no Brasil e pode ser uma ótima fonte de aprendizado para quem está começando e também uma opção para quem busca informação e boas opiniões sobre cervejas diversas.

Programa 30
Sobre a cervejaria Canoinhense. Inclusive estou com duas dessas cervejas em casa para degustação, a Jahu e a Mocinha, depois falo mais sobre elas.



Programa 26
Um programa só sobre cervejas IPA (India Pale Ale)



Two Guys On Beer
Programa internacional que é bem parecido com a versão nacional, mas nesse é necessário saber inglês para entender o que eles estão falando.

Programa 65
Degustação da Banana Bread Beer e a Innis and Gunn Original Oak Aged Scottish Beer



Programa 46
Degustação de Red Pig Ale e Fisherman's Ale



Os dois links estão listados em nossos favoritos no All Beers, você encontra no lado esquerdo do blog.

01 maio, 2009

COLABORADORES | COLUNISTAS

Acompanhe todas as colunas dos nossos colaboradores no Brasil e mundo!

:: Fernanda Meybom
:: Avelar Jr
:: Debs Dezotti
:: Priscilla Colares
:: Larissa Simon
:: Paula Yunes

:: Bruna Garcia
:: Camilla Demario

Degustação: Blanche de Bruxelles

Blanche de Bruxelles
Estilo:
Witbier

Álcool:
4,5%
Copo ideal:
Weizen, taça ou tumbler

Coloração amarelada pálida, creme branco, não muito denso mas que deixa a parede do copo marcada até o fim.
Aroma sensacional, frutas cítricas.
Sabor que também transmite o cítrico, leve amargor, refrescante e de ótima drinkability.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...