13 junho, 2018

Cervejarias importadas que desapareceram do mercado nacional


Texto: Raphael Rodrigues
Desde 2009 o All Beers apresenta aos seus leitores as novidades do mercado nacional, isso inclui claro as cervejas importadas que chegam por aqui. Foram muitas que chegaram e continuam até hoje, porém, outras marcas chegaram e desapareceram do portfólio de importadoras que não tiveram mais interesse na marca ou que encerraram suas atividades.

Claro que existem várias marcas, mas selecionamos algumas neste post:


- The Bruery (EUA)
A cervejaria apareceu no mercado brasileiro em 2014, importada pela Hors Concours (que fechou suas portas pouco tempo depois). Foram cinco rótulos que chegaram com preços muito altos e acabaram não vencendo a concorrência.Cervejaria de grande qualidade e que nunca mais voltou para o Brasil.


- Nøgne Ø (Noruega)
Importadada pela Beer Legends, que também fechou suas portas, a cervejaria norueguesa teve algumas importações e inclusive visita da proprietário no país para alguns rótulos colaborativos.
Com preços variados, alguns rótulos chegaram acima do praticado no mercado e depois a marca nunca mais voltou.


- Jolly Pumpkin (EUA)
A cervejaria norte-americana chegou em uma única importação que aconteceu em 2014 pela importadora Tarantino, que também não existe mais. Cervejaria muito respeitada no exterior e focada em cervejas ácidas, chegou por aqui com altos preços e com pouca divulgação no mercado.


- Hitachino Nest (Japão)
Lembra da cervejaria da coruja? Ela esteve por um bom tempo no Brasil, via importadora Lorch (que também fechou suas portas). A primeira importação aconteceu em 2013 e teve um trabalho bem feito por aqui, mas depois desapareceu e nunca mais voltou.


- North Coast (EUA)
A cervejaria da icônica Old Rasputin está sem importadora! A Divina Confraria Importadora fechou suas portas recentemente e deixou uma grande cervejaria sem representante no país! Foram diversas importações, a primeira em 2013.


- SixPoint (EUA)
Cervejaria que chegou por aqui em 2012, via importadora Lorch e com uma pegada forte dos lúpulos norte-americanas. Foi um sucesso em diversas importações. Com o fim da importadora, a marca ficou abandonada até que em 2016, a Brasart importadora anunciou uma nova importação, mas que na realidade nunca aconteceu.


- Prairie Artisan Ales (EUA)
Em 2014 a cervejaria norte-americana chegou no Brasil via importadora Beer Legends. Foram algumas importações com excelentes rótulos, porém com preços altos praticados e que fizeram a marca desaparecer do mercado e nunca mais voltar.


- Anderson Valley (EUA)
Lembra dela, uma das primeiras cervejarias norte-americanas que chegou no país? Importada pela Tarantino, foram várias importações e com preços bem interessantes de mercado. Com o fim da importadora, a marca desapareceu e nunca mais voltou.

E mais: Coronado Brewing, Speakeasy, MOA, 8Wired, Malheur, North Peak, Base Camp, Hop Valley, Birra del Borgo, Dead Frog, Del Ducato, Horny Goat, SNAB, Alameda Brewing, Caldera, Aviator Brewing, De Dochter Van de Korenaar, Arcobräu, Gusswerk, Braufactum, Urnetl,  Andechser, Camba Bavaria, Tettnanger...
E a lista continua...



- Flying Dog (EUA)
Talvez a cervejaria com mais histórias e boatos do mercado nacional. A cervejaria que também foi uma das primeiras americanas a chegar no país, junto com a Brooklyn e Anderson Valley, fez história por aqui e deixou saudades. Fato é que neste caso, a cervejaria resolveu encerrar suas exportações para o Brasil e fim de papo. As importações aconteciam pela Tarantino. Se ela volta? Quem sabe...


- Southern Tier (EUA)
Outra cervejaria que encerrou suas exportações para o Brasil. Foram duas importações pela Tarantino Multibeer em 2013 e no mesmo ano o proprietário esteve no país para acompanhar o mercado brasileiro. Na volta aos Estados Unidos, comunicou que encerraria suas atividades por aqui.


- Dieu Du Ciel (Canadá)
Excelente cervejaria que tinha a Best Beers como representante no país desde 2014, está sem importadora no momento. Com diversas importações realizadas, bons preços praticados e inclusive a inclusão do Brasil na rota mundial do evento Péché Day, organizado pela cervejaria, a marca está pronta para ser trabalhada por uma nova importadora no país.


- Stillwater (EUA)
Em 2013 a cervejaria cigana chegou no país via Beer Legends. Foram algumas importações que chegaram por aqui e também algumas visitas de Brian Strumke, proprietário da cervejaria, que fez alguns rótulos colaborativos. Com o fim da importadora, a marca nunca mais voltou.


- Ballast Point (EUA)
Em 2013 a cervejaria norte-americana chegou por aqui via importadora Bier&Wein. Foram diversas importações e novidades, mas faz tempo que a cervejaria não é mais trabalhada no mercado nacional.


- Emelisse (Holanda)
Chegou em 2014 no Brasil, via importadora Beer Legends, Foram algumas importações e rótulos bem interessantes, mas com o fim da importadora, ela nunca mais voltou.

Importante lembrar que alguns rótulos dessas cervejarias ainda podem ser encontrados em pontos de venda no país, mas foram de últimas importações que chegaram.
Atenção importadoras, a lista acima é bem interessante! Vamos torcer para que elas voltem para o mercado nacional!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...